BLOG

04/27
2020

As instituições de ensino superior precisaram se readaptar e traçar um plano emergencial de ensino durante o período de pandemia. Através de plataformas digitais, as faculdades particulares estão desenvolvendo suas aulas de forma remota e síncrona, o que diferencia da modalidade do Ensino a Distância (EAD).

 

O setor de ensino superior privado investiu em tecnologia e mudou suas estratégias metodológicas com treinamentos para professores e colaboradores, afim de dar suporte a todo corpo acadêmico. Durante o período de quarentena para o combate ao coronavírus, as aulas síncronas permitem que o aluno assista aula sem sair de casa, tendo acesso aos materiais e recursos online e ao vivo no mesmo horário das aulas presenciais. Já a metodologia permanece a mesma, com atividades e materiais elaborados pelo professor de cada disciplina de acordo com os conteúdos abordados nas aulas remotas.

 

Já no EAD há sempre a presença de tutores para tirar dúvidas e as atividades são padronizadas, assim como as avaliações e o calendário acadêmico. Nas aulas síncronas, o calendário permanece o mesmo já estabelecido no Plano de Ensino das instituições adaptado ao plano emergencial de ensino.  

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados